Publicado por: Vivi Bandeira 23 dezembro 2012


Arco: Mundo Digital|Capítulo 01
Um Mundo Diferente... Eu sou Patamon!

O céu sereno, a brisa agradável, as ondas produziam sons agradáveis, em quanto isso Wonder estava na escola, ele estava começando a prestar atenção na aula, mas para sua alegria o sinal toca. Rapidamente ele arruma sua mochila a coloca em suas costas e é o primeiro a sair. Indo a pé para sua casa ele passava por várias ruas, até que em uma das, ele ouve alguém com a voz meio fraca e grandes pausas na rase.
– Socorro... Ajude-me... Chegue mais perto... Não consigo enxergar direito. – Wonder se aproxima lentamente.
Chegando perto do ser e mais perto. Wonder não tinha encontrado nada, olhava para todos os lados, virando-se da de cara com um ser luminoso, a luz vai se aumentando até que... POF! Wonder desapareceu daquela rua... Ao abrir os olhos ele via-se em um furacão branco e cinza, ele chegava mais perto do ponto do furacão, se realmente era um furacão. Aquele “furação” se desfez antes mesmo dele chegar a ponta, tentando manter a posição no ar, Wonder cai de pé no chão.
– O-Onde estou? – Ele parecia assustado.
– No mesmo lugar que nós! – Indaga uma garota.
Wonder olha para o pequeno grupo, três meninos e uma menina, todos quase da mesma altura que ele.
– E quem são vocês?
– O Quarteto Fantástico! – Eles falam em uníssono e depois começam a rir.
– Eu sou a Toia! Prazer... Este é o Eternal, este o Xico e por fim o Bey.
– Olá... – Os três falam.
Wonder olha para todos, eles estavam com um grande sorriso no rosto, percebendo, Wonder passa a fixar seu olhar em criaturinhas que estavam em suas cabeças ou ombros ou braços.
– Eu sou o Wonder... Onde Estamos? E quem são isso?
– Isso não mais respeito! – Falou o monstrinho que estava na cabeça de Xico. – Você está no meu mundo e dos meus amigos, o Mundo Digital e somos os Digimons! Só para sal informação.
– Eles falam...
Wonder estava estático, muito surpreso para poder acreditar no acontecia naquela manhã de sexta.
– Muita coisa para um dia só. – Indaga Toia. – Bom, Wonder, venha explorar conosco este mundo! E ai quer vim conosco?
– Uhm... Tudo bem, sozinho é que eu não fico.
Eles andavam pela floresta e se conheciam cada vez mais, Wonder tinha várias perguntas, já que o quarteto tinha ficado naquele mundo mais tempo do que eles.
– Esses Digimons tem nome?
– Claro! É como bichinho de estimação, mas eles são Digitais. – Respondeu Eternal.
– A minha se chama Tanemon. A do Eternal é o Gummymon, o do Xico o DemiVeemon e o do Bey é o Motimon.
Os quatro Digimons sorriem para o loiro. Eles continuam a andar pela floresta sem fim, o sol já estava desaparecendo. Resolveram parar e montar um acampamento, Wonder e Eternal foram pegar as galhos do chão, enquanto os outros montavam a barraca. Voltando para o local onde seria feito o pequeno refugio, Wonder e Eternal ouvem gritos vindo da mesma direção do refugio. Os dois vão correndo em direção aos gritos e ao chegar lá, largam os galhos e ficam assustados. Tinham dado de cara com um SaberLeomon.
– Gummymon, tente ajudar-me!
– Sim mestre!
– Não dá. – Toia fala quase sem voz. – É impossível, ele é muito forte... Nos não conseguimos. Fuja Eternal!
– Eu não vou deixar meus amigos aqui! Ataque-o Gummymon! Eu sei bem quais são as consequências...
Gummymon usou seu ataque de bolha, mas não era o suficiente para derrotar aquele Digimon. SaberLeomon usou sua pata para jogar Gummymon no chão e depois Eternal. Wonder estava de pé, ele pensava em gritar ou correr, mas suas pernas não o obedeciam nem sua voz.
– Pelo visto não é ele que ira salva-los.
Todos os quatro humanos estavam olhando para Wonder, eles estavam sem força, não podiam se levantar...
– Eu não quero isso... Isso é um Pesadelo! – Lágrimas escorrem do rosto dele.
– Quem me dera que fosse um sonho ou pesadelo.
– Não!
Um feixe de luz começa a aparecer na mão de Wonder, de lá aparece um objeto pequeno.
– O Quinto Escolhido... – Os quatro falam, novamente, em uníssono.
– Uhm... Em fim acordei! – Um Digimon fala, ele estava deitado na cabeça de Wonder, depois ele escorrega pelo seu cabelo e cai em seus braços. – Oi eu sou Tokomon!
O rosto do loiro estampa um sorriso. Ele olha bem para o SaberLeomon.
– Tokomon me ajude! – Ele lança o Digimon no ar e aponta o Digivice para ele.
Uma luz sai da tela do objeto moderno, a luz contorna o Tokomon e vai almentando...
– Tokomon DigiEvolui para... Patamon!
Todos ficaram boquiabertos com a DigiEvolução. Wonder volta a si e fica muito mais confiante.
– Tiro de Ar Patamon!
Patamon suga o ar e então cuspiu para fora de uma vez como uma bala de ar. SaberLeomon sentiu pouco do ataque.
– Eu não posso deixa-lo atacar o Patamon. – Pensa ele. – Agora use Rajada de Ar!
Patamon volta a atacar. Ele infla seu corpo e cospe nuvens.
– Vamos acabar com isso! Tiro de Ar, bem ali Patamon! – Wonder aponta para uma parede de pedras.
Patamon suga o ar e então cuspiu para fora de uma vez como uma bala de ar. A parede de pedra começa a rachar, e cai na frente de SaberLeomon.
– Amigos... Vamos fugir em quanto tempo! – Wonder e os outros saem correndo, o loiro ria na frente dos amigos.
Depois de correrem muito eles acham uma caverna e entram nela, eles acham alguns gravetos da entrada da mesma e com a ajuda das pedras conseguem fazer a lareira.
– Estamos salvos... – Falava Bey.
– Graças ao Quinto Escolhido! – Brincava Eternal.
– Quinto Escolhido... – Wonder pensa alto.
– Você também tem um Digivice, você foi escolhido para salvar o Mundo Digimon como a gente. – Explicou Xico.
 – Mas eu só quero voltar para o nosso mundo... “O Mundo Real”.
– Então você não quer nos ajudar? – Perguntou Patamon.
– É...
– Pois saiba Wonder, se você não quer salvar este mundo, junte suas tralhas e se ponha dentro daquela floresta. Não vamos ajudar ninguém que não queira fazer nada para voltar a Terra!
– Como assim Toia?!
– Só podemos voltar... Quando salvarmos os Digimons. – Falou Toia olhando para o chão de pedra.
Wonder fica olhando para lareira, enquanto as chamas se separam lindamente da ponta do fogo, quando soltam a fumaça. Todos dormiram rapidamente, menos o loiro que ficou pensando no que sua mais nova amiga tinha lhe dito. Ele só tinha duas saídas a mais fácil, entrar naquela floresta e desaparecer dos olhares do quarteto ou a mais difícil seguir com eles e salvar as criaturinhas daquele mundo. Continua...

Não Perca no Próximo Domingo... Os Cinco Escolhidos continuam a explorar o Mundo que, fatalmente, entraram. Passeando perto de um penhasco eles dão de cara a mais um Digimon que não desejam seu bem. Mais Uma DigiEvolução. Boas Vindas a mim, Terriermon! Sentiu a Emoção da Aventura?!

{ 1 Comentários... read them below or add one }

>
<

Labels

Visitas

- Copyright © 2014 Digimon 4 Ever PT-PT - Digimon 4EVER